Barragens

09/02/2019

Atualização das ações preventivas em Barão dos Cocais

Até a manhã de sábado (9/2), 487 pessoas das quatro comunidades rurais - Socorro, Piteira, Tabuleiro e Vila do Gongo - foram cadastradas e acolhidas. Destas, 243 estão em seis hotéis e as demais em casas de parentes, respeitando suas escolhas. Todos os moradores saíram das comunidades rurais.

A Defesa Civil definiu um plano para atendimento e acolhimento dos animais. No momento, a prioridade é alimentá-los. Caso seja necessária a remoção, serão levados para uma fazenda, alugada pela Vale, que já está apta ao acolhimento. Também foram contratadas duas clínicas veterinárias.

As forças de segurança estão concentradas na Universidade Aberta do Brasil, no bairro Cidade Nova. A Vale colocou à disposição uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais e médicos no Ponto de Atendimento do Colégio Nossa Senhora do Rosário e nos hotéis.

Neste domingo (10/2), uma empresa especializada em análise de estabilidade fará nova inspeção na barragem Sul Superior e emitirá um laudo com suas considerações.

A Vale ressalta que a decisão de evacuação das áreas próximas à barragem de Gongo Soco é uma medida preventiva e que seguirá apoiando a população acolhida até que a situação seja normalizada.